Continue a navegar para aceder aos resultados sugeridos

    Hospedagem de quartos privados: principais dicas e benefícios

    Saiba como partilhar o seu espaço, desde definir regras até criar estadias memoráveis.
    Por Airbnb em 12 de dez. de 2018
    Leitura de 6 minutos
    Atualizado em 20 de nov. de 2019

    Hospedar num quarto privado pode ter vantagens incríveis: atrair hóspedes que valorizam uma ligação local, fazer novos amigos de todas as partes do mundo e criar uma sensação de pertença na sua própria casa. Também pode trazer alguns desafios únicos, desde a partilha da uma cozinha até à segurança dos pertences. Foi por isso que pedimos a anfitriões de quartos privados experientes para nos darem as melhores dicas. Se já hospeda num quarto privado, as suas respostas podem ajudar a inspirar algumas ideias. E se não, as sugestões deles podem inspirá-lo a começar.

    Deixe bem claro que tem um quarto privado

    Às vezes, os hóspedes leem os anúncios de forma rápida, por isso seja o mais explícito possível. Os anfitriões têm algumas palavras-chave que sugerem que use quando está a publicar o seu anúncio.

    • "Escreva 'quarto' no título e nos detalhes do anúncio e envie uma mensagem de boas-vindas antes da reserva que inclua 'este é um quarto privado e a [casa] é partilhada com o anfitrião.'"—Till e Jutta, Estugarda, Alemanha
    • "Lembre-se de incluir: 'Os hóspedes devem estar cientes de que estão na casa de outra pessoa.'" —Helen, Auckland, Nova Zelândia
    • "Sou extremamente honesta na descrição do anúncio. Repito as coisas importantes: uma casa de banho, uma televisão só com antena, estrada de terra batida, sem Wi-Fi, sem ar condicionado." —Laurene, Florença, Canadá

    Seja frontal em relação a quem está em casa

    Uma das grandes razões pelas quais os hóspedes escolhem quartos privados em vez de casas inteiras é para terem uma ligação maior com as pessoas locais. Assim, pode ser surpreendente descobrir que há outros hóspedes, membros da família ou animais de estimação em casa com os quais eles não estavam a contar. "Espere lá, quem é você?" comentou um hóspede sobre uma estadia num quarto privado. "Estava tudo ótimo... até de manhã, quando foi evidente que a minha 'casa de banho partilhada' não era partilhada apenas com a anfitriã, mas também com três outros quartos que ela tinha alugado." Estes anfitriões descobriram que definir expectativas é fundamental:

    • "Deixe bem claro no seu anúncio que se trata de um espaço partilhado. Quando comecei a hospedar, sentia que não podia fazer barulho ou ter em visitas em casa, mas isso não é sustentável. Por isso, escrevi agora no meu anúncio que esta é uma casa funcional e que os meus amigos podem aparecer de vez em quando, etc., para que saibam antecipadamente o que os espera."—Kath, Albany, Austrália
    • "Uma [hóspede do sexo feminino] pode sentir-se desconfortável em partilhar a casa de banho com um hóspede do sexo masculino. Um [hóspede do sexo masculino] pode estar a ter problemas com o tipo de espaço que terá de partilhar com outros hóspedes. Cabe-lhe a si garantir que a experiência é a melhor possível para os hóspedes, por isso certifique-se de que é sempre claro nas suas comunicações." —Emily, Itália

    Cumprimente os seus hóspedes para lhes fornecer todas as informações

    Acolher os hóspedes pessoalmente é especialmente útil se estiver a hospedar num espaço partilhado. Muitos anfitriões disseram-nos que, quando os hóspedes chegam, dão-lhes uma visita ao quarto e à casa, quebram o gelo tomando um chá ou café, e conversam sobre detalhes como estes:

    • "Os convidados chegam cansados e um pouco desorientados. Se os [cumprimentar] no início da sua estadia, geralmente não há problemas." —Maria Jose, Espanha
    • "No momento do check-in, comunique claramente que área da casa os hóspedes podem usar e quais são totalmente privadas. Não se esqueça de dizer que espera que a cozinha se mantenha arrumada, pois há alguns hóspedes que vêm de culturas que cozinham e comem mais tarde." —Thomas, Basileia, Suíça
    • "Deixo as minhas regras bem claras no manual da minha casa e converso com os hóspedes sobre as luzes, as janelas, o horário de silêncio, o chegar a casa tarde/cedo." —Paul, Londres

    Forneça Regras da Casa específicas e detalhadas

    Tenha em conta o seu próprio horário e necessidades ao criar as normas sobre a forma como os hóspedes podem interagir com o seu espaço.

    • "Os hóspedes podem usar a cozinha para preparar refeições, mas eu especifico os nossos próprios horários de refeição para não nos sentirmos invadidos." —Françoise, Paris
    • "Especifique se eles podem usar a máquina de lavar e o duche livremente ou apenas durante determinados períodos de tempo." —Emily, Itália
    • “Para mim, dizer isto é fundamental: 'Esta é uma casa de não fumadores.' Os hóspedes podem fumar no pátio traseiro para que os não fumadores se possam sentar no pátio da frente." —Gerlinde, Kempen, Alemanha
    • "Seja simpático e flexível, mas NÃO seja mole! O meu check-in é às 16:00 e está a pedir para fazer o check-in às 10:30? Eu respondo: "Infelizmente isso não será possível, uma vez que os meus hóspedes atuais vão fazer o check-out até às 11:00 e demora algumas horas até que o quarto fique completamente limpo. Se quiser deixar a sua bagagem às 11:00, terei todo o prazer em fazer isso por si e tentar com que o quarto seja limpo um pouco mais cedo. Que tal às 14:00? —Suzanne, Wilmington, Carolina do Norte

    Torne as estadias memoráveis

    Toques pessoais como um pequeno-almoço caseiro, uma decoração feita por artistas locais e até um chocolate podem tornar a estadia dos hóspedes especial. Veja algumas das ideias dos anfitriões:

    • "Para mim [o pequeno-almoço é] o momento mais divertido, porque conversamos muito. Muitos hóspedes escolhem o meu anúncio por causa do pequeno-almoço biológico que está no título." —Celine, Saumur, França
    • "Eu dormi no quarto privado que eu anunciei para ter uma sensação de como era, para verificar o quão quente/frio ele pode ficar, e experimentá-lo em primeira mão como os hóspedes o vão experimentar. Adicionei uma estante com prateleiras, em madeira natural, ao lado da cama, onde os hóspedes podem colocar os seus telefones, livros, bebidas, etc., e tornou-se um tema de conversa." -Helen, Auckland, Nova Zelândia
    • "acrescentei folhetos sobre a cidade e revistas. [Decorámo-lo com] pinturas de artistas locais. Os hóspedes gostam disso e muitas vezes perguntam-me onde as podem comprar. Adicionámos uma secretária desdobrável porque temos muitos hóspedes em viagens de negócios. -Emmanuelle, Rennes, França
    • "organizei os quartos como eu gostaria se fosse o hóspede. Nos quartos há toalhas extra, uma chaleira com chávenas, chá, café e copos. Há até itens básicos de farmácia." - Christine, Clohars-Carnoët, França
    • "Acrescentei uma ficha extensível e uma tomada múltipla, e cada quarto tem uma lâmpada noturna. À noite, coloco sempre dois copos de água fresca para que [os hóspedes] não tenham de se levantar à noite, o que significa menos barulho." —Ana, Galiza, Espanha
    • "Comprem tampões de ouvido, a sério! Coloque algumas tiras para o nariz de Breathe Easy num pratinho com um pequeno sinal feito à mão: "Se quiserem experimentar, estejam à vontade! —Cathie, Darwin, Austrália

    Pergunte sobre a interação

    Como é que sabe quando deve estar com os seus hóspedes e quando dar-lhes espaço? Os anfitriões dizem que é fácil: pergunte-lhes com antecedência sobre o tipo de interação que gostariam de ter. Eles também sugeriram alguns outros detalhes a ter em conta:

    • "Alguns hóspedes são tímidos porque têm medo de incomodar os outros, por isso [convido-os] a juntarem-se aos outros à mesa." —Emily, Itália
    • "Vejo pouco os homens e mulheres de negócios já que estão quase sempre com os clientes e querem estar sossegados à noite. Aos turistas dou muitas dicas únicas sobre a cidade e às vezes eles dizem claramente que querem fazer alguma coisa juntos. E os viajantes a solo são sempre muito organizados e têm muitas discussões políticas e culturais interessantes." —Christa, Munique, Alemanha
    • "Seja aberto e neutro: os seus hóspedes têm diferentes visões políticas e do mundo. Esta é uma oportunidade fantástica para aprender. Mantenha-se neutro de início e deixe as conversas evoluírem naturalmente." —Kath, Albany, Austrália

    Está a partilhar uma parte da sua casa, mas também uma parte de si. Só depois de ter definido bem alguns detalhes sobre a limpeza da casa é que os benefícios começam de facto. Paul, um anfitrião de Londres, não podia ter dito melhor: "Vejo cada hóspede como uma oportunidade de aprender algo novo e conhecer uma pessoa que de outra forma não teria conhecido! Alguns foram muito interessantes, tinham uma forma de vida diferente da minha e visões e opiniões que eu não partilho. Mas adoro conhecer estas pessoas e partilhar o meu espaço com elas. Não há realmente nada mais pessoal do que abrir a nossa casa a um completo estranho quando se vive lá também, mas também não há nada mais gratificante!"

    As informações contidas neste artigo podem ter mudado desde a sua publicação.

    Airbnb
    12 de dez. de 2018
    Esta informação foi útil?