Saltar para o conteúdo
Continue a navegar para aceder aos resultados sugeridos
    Como apoiar a comunidade de pessoas da Ásia e das Ilhas do Pacífico

    Como apoiar a comunidade de pessoas da Ásia e das Ilhas do Pacífico

    Aqui estão alguns dos recursos e ideias para o ajudar a tornar-se um aliado melhor.
    Por Airbnb em 23 de mar de 2021
    Leitura de 8 minutos
    Atualizado em 23 de mar de 2021

    Desde o início da pandemia, houve um aumento da discriminação contra asiáticos e ilhéus do Pacífico. Como sabe, nas últimas semanas, em particular, houve um aumento da violência anti-asiática nos EUA, especialmente contra idosos. E culminou, na semana passada, com os trágicos assassinatos de Daoyou Feng, Delaina Ashley Yaun, Hyun Jung Grant, Paul Andre Michels, Soon Chung Park, Suncha Kim, Yong Ae Yue e Xiaojie Tan em Atlanta. Na Airbnb, reconhecemos que a discriminação em relação à Ásia e às Ilhas do Pacífico tem sido uma questão global e de longa data.

    Em fevereiro, um dos nossos grupos de recursos de funcionários, Asians@Airbnb, preparou um guia para nos ajudar a perceber como combater a discriminação anti-asiática e apoiar ainda mais a comunidade de pessoas da Ásia e das Ilhas do Pacífico. Estamos a disponibilizar estes recursos para si.

    Recursos informativos para aliança e combater a discriminação anti-asiática

    Os seguintes recursos educacionais e informativos para aliança e combater a discriminação anti-asiática foram preparados pelo grupo de recursos de funcionários da Airbnb Asians@Airbnb.

    Contexto
    Houve um número crescente de crimes de ódio contra asiáticos desde o início da pandemia, com a Stop AAPI Hate a receber 3795 denúncias de incidentes entre 19 de março de 2020 e 28 de fevereiro de 2021. Acredita-se que isto seja apenas uma fração do número de incidentes de ódio que realmente aconteceram. Mais recentemente, perdemos Daoyou Feng, Delaina Ashley Yaun, Hyun Jung Grant, Paul Andre Michels, Soon Chung Park, Suncha Kim, Yong Ae Yue e Xiaojie Tan nos violentos tiroteios em Atlanta. Nas últimas semanas, assistimos a um aumento horrível da violência contra asiáticos dirigida à nossa população idosa. Condenamos estes atos violentos que estão a acontecer à nossa comunidade e gostaríamos de apelar para que tomem uma posição contra estas injustiças.

    É importante saber que os crimes de ódio contra a nossa comunidade não são algo novo. A comunidade da Ásia e Ilhas do Pacífico esteve sujeita a xenofobia e racismo anti-asiáticos muito antes do COVID-19 (por exemplo, Lei de Exclusão Chinesa de 1882, campos de concentração japoneses, violência que levou ao Movimento dos Trabalhadores Agrícolas Filipinos e muito mais). E uma e outra vez, quando tentámos levantar a voz para falar, fomos e continuamos a ser silenciados. Devido à nossa adjacência branca e à perpetuação do mito da minoria modelo, as nossas lutas têm sido e são muitas vezes negligenciadas. Também somos pessoas de cor que enfrentam injustiças e discriminação, e queremos ser vistos e ouvidos.

    Pedimos-lhe para nos ajudar a elevar as nossas vozes e a trazer visibilidade e justiça para as comunidades asiática e das ilhas do Pacífico. Preparámos este guia de recursos para fornecer aos membros da comunidade, amigos e aliados de pessoas da Ásia e Ilhas do Pacífico formas de compreender melhor, mostrar o seu apoio e lutar contra o racismo anti-asiático nas suas comunidades.

    O que podemos fazer agora

    1. Aumentar a consciencialização, falar e condenar estes ataques e o racismo contra asiáticos
    Quando a comunicação social tradicional não dá à comunidade das pessoas da Ásia e Ilhas do Pacífico cobertura suficiente sobre estes crimes de ódio, o que tem ocorrido ao longo deste último ano, silencia ainda mais as nossas lutas e perpetua o equívoco de que não enfrentamos a discriminação devido à cor da nossa pele. Abaixo está o que pode fazer para elevar a voz das pessoas da Ásia e Ilhas do Pacífico:

    2. Denunciar casos de agressão e crimes anti-asiáticos
    Denuncie-os em StopAAPIHate.org.

    3. Proteja-se face à discriminação ou defenda com segurança os outros enquanto observador
    Participe em webinars e formações hospedadas pela Hollaback Bystander Intervention.

    4. Conheça a história da discriminação na Ásia e Ilhas do Pacífico e outros desafios que enfrentamos

    5. Apoiar, doar e fazer voluntariado com organizações que combatem ativamente o racismo contra a comunidade de pessoas da Ásia e Ilhas do Pacífico

    As organizações devem considerar aprender sobre e apoiar:

    Organizações comunitárias sediadas em Atlanta

    • Asian Americans Advancing Justice em Atlanta, a filial de Atlanta da Asian Americans Advancing Justice organizou uma angariação de fundos para ajudar as vítimas e as suas famílias afetadas pelos atos violentos que ocorreram na terça-feira, 16 de março de 2021.
    • Center for Pan Asian Services, uma organização sem fins lucrativos localizada em Atlanta para promover a autossuficiência e equidade para imigrantes, refugiados e desfavorecidos através de serviços sociais e de saúde abrangentes, capacitação e advocacia.

    Organizações e angariações de fundos norte-americanas

    • GoFundMe.org AAPI Community Fund, uma angariação de fundos para apoiar organizações que capacitam e elevam a comunidade de pessoas da Ásia e Ilhas do Pacífico, com iniciativas como o aumento da segurança da comunidade e o apoio a pessoas afetadas pela violência. #StopAsianHate
    • Asian Americans Advancing Justice - ⁠AAJC, uma organização sem fins lucrativos nacional que se concentra em direitos à habitação, imigração, direitos civis, direitos trabalhistas e outros para os asiático-americanos.
    • Stop AAPI Hate, agrega e responde a incidentes de ódio e assédio contra as comunidades asiático-americanas/das Ilhas do Pacífico.
    • Hate Is A Virus, iniciado como um movimento popular para combater o racismo e a xenofobia contra comunidades asiático-americanas e das Ilhas do Pacífico alimentados pelo COVID-19, Hate Is A Virus evoluiu para uma organização sustentável que aborda a xenofobia e o ódio nas comunidades AAPI e BIPOC.
    • Act To Change, uma organização nacional sem fins lucrativos que trabalha para lidar com o bullying, inclusive na comunidade de pessoas da Ásia e Ilhas do Pacífico. Publicaram "The Racism is a Virus Toolkit" para apoiar a comunidade no combate ao racismo.
    • National Council of Asian Pacific Americans,⁠ uma organização sem fins lucrativos que serve para representar os interesses das comunidades da América Asiática (AA) e das comunidades Nativas das Ilhas do Pacífico Havaiano (NHPI) através de uma coligação de 37 organizações nacionais da América do Pacífico Asiático em todo o país.
    • AAPI Civic Engagement Fund, um projeto da NEO Philanthropy, sem fins lucrativos, não partidário patrocinado fiscalmente, que acredita que os asiático-americanos e as pessoas das Ilhas do Pacífico devem ser uma parte integrante do fortalecimento da democracia americana, melhorando a qualidade de vida para todos e criando comunidades multirraciais vibrantes.

    6. Ser ativo na sua comunidade, empresa e/ou espaço de Diversidade, Equidade e Inclusão (DEI) da sua organização

    Junte-se e apoie os Grupos de Recursos dos Funcionários da Ásia e Ilhas do Pacífico (ERGs), bem como uma maior aliança de ERGs asiáticos, como a Asian Leaders Alliance (ALA), para combater o racismo em conjunto.

    A Asian Leaders Alliance (ALA) é um consórcio de ERGs asiáticos e líderes cívicos que colaboram para estimular o impacto positivo, a longo prazo e inclusivo na comunidade. Reuniram os seguintes recursos para apoiar outros líderes/membros de ERGs asiáticos na abordagem da xenofobia e do racismo anti-asiáticos:

    Junte-se à comunidade ALA: subscreva a ALA. Fale com a ALA no Slack.

    Sobre o grupo de recursos de funcionários Asians@: o Asians@Airbnb é um grupo de recursos de funcionários (ERG) dedicado a elevar a voz dos habitantes da Ásia e Ilhas do Pacífico na comunidade, em direção à missão mais ampla da Airbnb de criar um mundo que todos possam sentir que é a sua casa.

    As informações contidas neste artigo podem ter sido alteradas desde a sua publicação.

    Airbnb
    23 de mar de 2021
    Esta informação foi útil?